Buscar
  • Paulo de Oxalá

A importância do Àtàkàn na incorporação


Nos cultos afro-brasileiros, incorporar ou virar é o ato de um Ẹ̀mí (espírito) ou Òrìṣà (divindades ligadas às forças da natureza) dominar espiritualmente o corpo de uma pessoa (Gàba ara).


O termo incorporar vem da Doutrina Espírita e significa a materialização de um espírito no corpo de um médium.


Já o Yípadà (virar com o Orixá) é o ato em que o Òrìṣà domina primeiro o Orí (cabeça), depois o ara (corpo) do Ọmọ (filho), e passa a utilizá-los como se dele fossem.


Além das àwọn orin (as cantigas) e dos toques dos ìlù (atabaques) que motivam o Yípadà, o àwọn aṣọ mímọ́ (as roupas sagradas) também são de suma importância. Elas são vestidas no Òrìṣà no yàrá wọṣọ (vestiário religioso), após a incorporação.


No Candomblé de Caboclo, ritual que surgiu no final do século XVIII no Recôncavo Baiano, que além de Orixás, também cultua espíritos de nativos brasileiros, os sacerdotes incluíram o Àtàkàn ou Aṣọ Bọtini (faixa de pano na cor do Orixá) como peça fundamental na vestimenta desses espíritos. Tantos os Caboclos de pena como os de couro, usam o Àtàkàn no intuito de dar equilíbrio e firmeza a incorporação.


No Caboclo Boiadeiro, por exemplo, quanto mais firme e bem amarrado o laço no peito do filho, mais segura será a incorporação deste Caboclo.


A palavra a Àtàkàn vem do yorùbá: Àtà=cumeeira, que neste caso, faz alusão ao alto da cabeça, ou seja, segurar pela cabeça. Isso porque, a incorporação começa pela cabeça. Kàn=atingir ou realizar uma boa incorporação.

Então, o Àtàkàn é a faixa que proporciona segurança e uma boa incorporação.


Okê, Caboclo!

Xetro, Marrumbaxêtro!

Salve o Caboclo Boiadeiro Navizala!


Axé!



30 visualizações

Todos os Direitos Reservados a Paulo de Oxalá

R. das Laranjeiras, Rio de Janeiro - RJ

+55 (21) 2556-9009

+55 (21) 99400-7107

paulodeoxala@uol.com.br

Tags: Babalorixá, Simpatia, Búzios, Tarot e numerologia

  • Instagram ícone social
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Basic Square
WhatsApp-icon.png