Buscar
  • Paulo de Oxalá

Prêmio Ubuntu de 2022 exalta nomes da arte e o legado ancestral


Nesta edição de 2022, o Prêmio Ubuntu vem com o tema: ‘Representatividade e Resistência’, expressões de comportamento, que descrevem bem a força de antigos africanos que aqui chegaram com suas tradições e que contribuíram na construção da civilização brasileira.

Nesse ano, as ações de personalidades negras e entidades que trabalham, divulgam e que se destacaram no enfrentamento das mazelas sociais do povo preto, potencializadas pela pandemia da covid 19, serão laureadas.


A produtora do prêmio Paula Dias, também conhecida como Paula Tanga, diz que o objetivo principal do prêmio é reconhecer a resistência e o legado deixado pelos nossos ancestrais e enaltecer nomes e entidades que foram importantes na construção e na divulgação da história da arte e cultura negra em nosso país.

“Como Ubuntu em bantu significa humanidade, é exatamente essa a nossa proposta: reconhecer a importância de antigos e atuantes homens e mulheres negras, enaltecer a benevolência de pessoas e organizações que lutam pela causa negra e que ajudam na construção de uma vida melhor aos desfavorecidos.”


O lugar escolhido pelos organizadores foi o Museu do Amanhã, que se tornou um ícone na identidade cultural e internacional da cidade do Rio de Janeiro.


O evento abrirá a programação da jornada Antirracista promovido pela Coordenadoria Executiva de Promoção da Igualdade Racial (CEPIR) da Secretaria Municipal de Governo e Integridade Pública (SEGOVI) da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.


As doze personalidades consideradas ‘Pilares Ubuntu’ serão laureadas com a estatueta dourada. Entre os nomes estão: Antônio Pitanga, Jorge Coutinho, Lea Garcia, Ruth de Souza (In memoriam), Elza Soares (In memoriam), Romeu Evaristo e Arlindo Cruz.


Entre as personalidades que reforçam a categoria dos famosos estão: Babu Santana, Hélio de la Peña, Jonathan Azevedo, Aline Borges, Deo Garcez e Robson Santos.


Além de personalidades e entidades que receberão o Prêmio Ubuntu, haverá ainda a laureação com a medalha honrosa Ubuntu de pessoas que estão na luta contra o racismo e o preconceito de causas negras. Serão 26 categorias e 20 medalhas honrosas.


Laureados:

Categoria Pilares:

1.Jorge Coutinho

2.Léa Garcia

3.Arlindo Cruz

4.Ruth de Souza (In memoriam)

5.Chica Xavier (In memoriam)

6.Marina Miranda (In memoriam)

7.Grande Otelo (In memoriam)

8.Neuza Borges

9.Zezé Mota

10.Romeu Evaristo

11.Antônio Pitanga

12.Elza Soares (In memoriam)

13.Deo Garcez

14.Milton Gonçalves



Famosos:

1.Hélio de la Peña (representatividade preta)

2.Babu Santana (representatividade preta)

3.Jonathan Azevedo (Preto em evidência )

4.Robson Santos(arte em movimento)

5.Rodrigo França (intelectualidade preta)

6.Adalberto Neto(influência digital)

7.Veralinda(escritas pretas)

8.Toni Garrido(Vozes Negras )

9. Serjão Loroza (Vozes Negra)

10.Aline Borges (Arte em movimento )



Mais laureados:

1.Danielle Salles (ações literárias inspiradoras)

2.Binho Cultura (gestor cultural em destaque)

3.Awerê (festa da Raça)

4.Jhonny Barroso (produtor cultural em destaque)

5.Cláudia Mastrange (jornalismo Preto)

6.Jefferson Pedro (escritas pretas)

7.Lia Vieira (escritas pretas)

8.João do Corujão (intelectualidade preta)

9.Renegado (ritmo popular)

10.Flisgo (inspirações literárias)

11.Festa da Raça (manifestações em destaque)

12.Shelk (produtor Cultural)

13.Marco Zero da umbanda (religiosidade)

14.Jorge Freire (responsabilidade social)

15.Pedro Guilherme (protagonismo infanto-juvenil)

16.Santa Rosa (inspirações pretas)

17.Andrea Locada (destaque culinário)

18.Ricardo Romão (responsabilidade social)

19.WG (representatividade esportiva)

20.Bruno Rico (popularidade preta)

21.Lua Oliveira (protagonismo juvenil)

22.Ivan Martins (cenas pretas)

23.Lutadores da Fé (ações inspiradoras)



Medalha Honrosa Ubuntu Jornada Antirracista:

1.Cadu Freitas

2.Paulo de Oxalá

3.Francisco Martins

4.Ricardo Piquet

5.Washington Santos

6.Paulo Martinelli

7.Elis Zerbinatto

8.Dr. Marcello Peral

9.Anderson Terra

10.Willians Bezerra

11.Ismalia Satil

12.Pierre Costa


A noite promete; a começar pelo apresentador e mestre de cerimônia, o super carnavalesco e comentarista de carnaval, Milton Cunha.

A abertura da celebração será da ‘Cia. Resistência Black’.

Haverá uma homenagem para a coreógrafa Eliete Miranda e para a Preta Coutinho (a garota musa da Viradouro). O encerramento ficará por conta do Baile Black Bom, conhecido como o mais tradicional do Rio de Janeiro.

Lààyè ìdájọ́ kẹ́gbẹ́ láì òjóró ìkọ́rìírá!

(Viva a justiça social sem preconceito racial!)

Axé!


Serviço:

Prêmio Ubuntu de Cultura Negra 2022, dia 26 de março, às 18h, no Museu do Amanhã. Praça Mauá 1, Centro-Rio de Janeiro/RJ.

Fotos: divulgação Prêmio Ubuntu 2022




29 visualizações0 comentário
WhatsApp-icon.png