Buscar
  • Paulo de Oxalá

Pandemia muda celebração de Yemanjá


Durante a pandemia, causada pelo novo coronavírus, a fé tem cumprido o papel de equilibrar a mente e controlar a angustia da luta com um inimigo invisível e extremamente letal. Por isso, através da fé em nossos Orixás alcançamos paz, serenidade e confiança.


E confiança e fé, é o que não falta ao Ogan Israel Evangelista, ou o Ofarerê, como é conhecido no meio das religiões afro-brasileiras. Ofarerê lidera desde 2012, oprojeto “Yemọja: louvando a Rainha do Mar”, que foi elaborado pelo Grupo Ofarerê Movimento Afro Religioso RJ, Apelabata-Associação de Pescadores da Barra da Tijuca, e vários sacerdotes de matriz africana que ficaram indignados quando uma imagem representando Yemanjá, que ficava no quebra mar do Posto 01 da Avenida do Pepê na Barra da Tijuca, foi completamente destruída naquele ano. Essa imagem era reverenciada pelos pescadores da região, como protetora dos seus trabalhos e símbolo da relação deles com a natureza.


Na época, estas lideranças conseguiram, através do Prêmio Ações Locais, instalar uma nova imagem com 780kg de concreto.


A partir daí, todo dia 02 de fevereiro, eles se reúnem e reverenciam Yemanjá com muitos cânticos, danças e presentes para a Rainha do mar.


Nesse ano de 2021, a celebração de Yemanjá na Barra da Tijuca, manterá a tradição, mas estará cumprindo o protocolo da saúde contra o novo coronavírus, diz Ofarerê, coordenador do Movimento Afro Religioso RJ/Cenarab/Conen.

“O nosso grupo estará restrito e cumprirá o distanciamento. Nós orientamos a todos que venham de mascará e tragam álcool gel. Estamos fazendo tudo, como sempre, com muito respeito, e nesses tempos difíceis pedindo a Yemanjá, saúde e proteção para todos. Também estamos felizes com esse momento, pois a imagem de Yemanjá, passou por uma reforma total, e nós vamos entregá-la ao público em clima de reinauguração.” Ressalta Ofarerê.


A celebração a Yemanjá, acontecerá nesta terça-feira, 02 de fevereiro, às 12h, no quebra mar do Posto 01, da Avenida do Pepê na Barra da Tijuca.”


Kíkí Yemọja Ìyá gbogbo àwọn omi! (Salve Yemanjá, a Mãe de todas as águas!)


Odò Ìyá!


Axé!

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
WhatsApp-icon.png