Buscar
  • Paulo de Oxalá

Morreu Jô Soares, o Xangô de Baker Street

Atualizado: 8 de ago.


Morreu em São Paulo, na madrugada desta sexta-feira, 05 de agosto, aos 84 anos, o escritor e humorista e apresentador de televisão, Jô Soares. Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, na capital paulista e a causa da morte ainda não foi divulgada.


Eugênio Soares nasceu em 1 de janeiro de 1938 no Rio de Janeiro. Foi humorista, apresentador de televisão, escritor, diretor e ator.

Jô trabalhou nas emissoras Continental, TV Rio, Tupi, Excelsior, Record, SBT e Globo.


Estreou na TV Globo, em 1970, onde ficou até 1981, quando fez seu primeiro programa solo: ‘Viva o Gordo’.


Foi para o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) em 1988 e ficou até 1999 com o programa “Jô Soares Onze e Meia”. Em 2000, voltou para a TV Globo e iniciou aquele que se tornou seu programa mais famoso, o “Programa do Jô”, encerrado em 2016.


Em 1995, ele lançou um livro em que correlacionava seu personagem, com um Orixá das Religiões afro brasileiras: ‘O Xangô de Baker Street’, onde na história, o famoso detetive inglês Sherlock Holmes, vem ao Brasil, e tem suas faculdades analíticas e seu senso de observação afetados pelo calor dos trópicos e por circunstâncias inesperadas. Em uma perseguição ao misterioso assassino, Sherlock tem de parar por causa de um vatapá o qual lhe gerou uma dor de barriga. Este e outros acontecimentos que se seguem tornam o mesmo mais propenso a erros, mais humano.

O enterro e velório de Jô Soares serão reservados à família e amigos.


Eu, Paulo de Oxalá digo: Jô foi um artista brilhante, que deixa um maravilhoso legado para o nosso país!


Ní ayọ̀ iyẹn tí kọ́ ìtàn!

(Feliz é aquele que constrói sua própria história!)






12 visualizações0 comentário
WhatsApp-icon.png