Buscar
  • Paulo de Oxalá

Marília Mendonça nos ensinou a viver intensamente

Atualizado: Nov 15


O avião em que viajava a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas, caiu nesta sexta-feira, 05 de novembro, por volta das 15:30h, numa cachoeira de um condomínio em Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce.

A jovem de apenas 26 anos cheia de sonhos, planos, conhecida como a maior artista da música sertaneja da atualidade, morreu tragicamente.


Além de toda uma nação, amigos e parentes, Marília, deixa o bebê Leo de 1 ano e 10 meses, fruto do relacionamento com o cantor Murilo Huff, e sua mãe Ruth Moreira, que completou 53 anos nesta quinta-feira 04 de novembro, véspera do acidente. Que tristeza!


Em suas redes ela dizia que estava vivendo intensamente.


Marília, podia ser minha filha e sua morte me fez refletir:

Como a vida é frágil e passageira! Ou melhor, como somos frágeis! Estamos aqui e, de repente, não estamos mais e não somos mais nada.


Tentamos explicar o incompreensível e o imprevisível momento final chamado morte, que nos ronda vivamente a todo o instante.


Sabem por que dato os meus posts? Porque sei que cada dia é uma vitória e uma benção, mas também sei que é menos um dia para mim e para muitos. É fato: cada dia vivido é um dia a menos nas contas das nossas vidas. Por isso, aprendi a valorizar cada dia e a viver cada dia de uma vez.


Esse é o mistério: aproveitar bem cada dia e viver cada instante intensamente.

Não perca tempo, pois o tempo é uma oportunidade única, que se iguala as águas de um rio: se você não as pega, elas nunca mais voltarão.


Jẹ ki a gbẹ̀ loni, nìtorìpẹ ọjọ ti lọ, ati ọla ko lẹ wà.

(Vamos viver o hoje, pois o ontem já se foi, e o amanhã talvez não venha.)


Adeus, Marília Mendonça!

30 visualizações0 comentário
WhatsApp-icon.png