Buscar
  • Paulo de Oxalá

Leonardo Bruno e o poderoso Canto das Rainhas


Os ritmos dos toques das religiões de matriz africana e a participação de Mães de Santo, como Tia Ciata, são sem dúvida a base da criação do samba.


A força feminina dessas Mães no samba foi fundamental para o surgimento de verdadeiras rainhas desse cativante estilo musical.


E é sobre essa força feminina que o jornalista Leonardo Bruno, carinhosamente chamado por muitos de Leo Bruno, nos convida a ler: ‘Canto de Rainhas, o Poder das Mulheres que Escreveram a História do Samba’.

O livro começa destacando as histórias de Alcione, Beth Carvalho, Clara Nunes, Elza Soares e Dona Ivone Lara. O legado deixado por essas cantoras é detalhado de forma objetiva e fascinante.


De forma brilhante, Leo, que é um expert e apaixonado por samba, não exalta só mulheres que se dedicaram ao samba, mas também muitas cantoras que em algum momento de suas carreiras enalteceram o gênero.

No capítulo Novas Rainhas, Leo lista uma gama de talentos, dentre elas, Teresa Cristina, Mart’nália e Mariene de Castro.


Num momento forte, a entrevista de Mariene detalha o preconceito e a intolerância religiosa que é vivenciado pela cantora.

Em verdade, ‘Canto de Rainhas’ é um livro documentário que revela a construção do panorama da música brasileira nas últimas décadas e da força das mulheres no cenário musical do nosso país.


Lààyè Ńkọrin àwọn Àyaba (Viva o Canto de Rainhas!)

Axé!


Serviço:

Livro: Canto de Rainhas, o Poder das Mulheres que Escreveram a História do Samba. Autor: Leonardo Bruno. Editora Nova Fronteira Participações S.A.


Foto: imagem da capa do livro.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
WhatsApp-icon.png