Buscar
  • Paulo de Oxalá

As Divas da Locução


Assim como em muitas culturas, os yorubás acreditam que o Ohùn (a voz) é um dos maiores dons dados por Ọlọ́run - Olódùmarè (Deus). Sem a voz não conseguiríamos nos comunicarmos e expressarmos nossas emoções. Os Orixás são forças da natureza e como forças possuem sons próprios. Èṣù-Exu é o grande comunicador. Ṣàngó-Xangô comanda o trovão, fenômeno que produz um dos maiores sons da natureza. Ọ̀ṣun-Oxum comanda as águas dos rios e cachoeiras, que encantam com sons e beleza.


E o que não falta é beleza, na voz de Íris Lettieri, que há 40 anos é a grande anfitriã dos aeroportos do país, em especial do Galeão no Rio de Janeiro. A voz de Íris é tombada como patrimônio imaterial da cidade. Aprendi a me encantar com a voz de Íris através de uma outra grande diva das vozes femininas. A saudosa e como o próprio nome sugere: Maravilha Rodrigues, que saudade das tardes no prédio do JB onde ficavam as Rádios: JB AM, JBFM, Rádio Cidade e 105FM. Enquanto Íris brilhava na TV, pois foi à primeira mulher a ocupar uma bancada de um telejornal na antiga TV TUPI, Maravilha Rodrigues brilhava nas Rádios JB AM e FM com sua voz que tinha categoria e inspirava credibilidade.


Graças a essas duas guerreiras a locução feminina ganhou força no Rádio brasileiro. Hoje temos lindas vozes de mulheres e competentíssimas profissionais em todo o país.


Bíbáyò sí ìwo gbogbo! (Parabéns para todas vocês!)

Axé!





11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
WhatsApp-icon.png